sexta-feira, 1 de setembro de 2017
Eu vejo você me olhar, eu sei que você me olha e quando nossos olhos se encontram você sorri, e eu desvio o olhar, por que não sou capaz de aguentar, não sei o que fazer, meu corpo treme todo e parece que vou desmaiar. Eu te observo de longe, você de costas, vejo você rindo com os seus amigos e desejo estar lá para rir com você. Você tem um coração bom, eu sinto isso, uma das coisas que acho mais bonitas em você, além do seu sorriso, é o modo como você lida com os outros e minha mãe também te admira nisso, ela adora me contar que te viu e que você foi simpático e eu me viro pra não deixar tão na cara o meu sorriso bobo ao ouvir seu nome. E eu continuo a te olhar, até você sentir e me olhar de volta, porque eu quero que você veja, eu quero que você note, porque eu quero você, eu preciso de você. E você olha e sorri, e eu sorrio de volta, com o coração magoado com raiva de você, mas ao mesmo tempo querendo te agarrar ali mesmo, e depois de 5 segundos acabou a alegria do meu coração. Você passa por mim, do meu lado quase pisando no meu pé, passa pelo lugar onde eu estava sentada, fala com meu amigo e sai e eu te observo e me imagino indo atrás de você, te seguindo e você olha para trás e me vê, faço sinal de silêncio e você sorri, 'o que eu vim fazer aqui?', me pergunto mentalmente, você chega até o seu destino e eu me aproximo mais, eu queria saber o que iria acontecer, se você diria algo ou se simplesmente iria me puxar e me beijar com saudade, com vontade, desejo, eu iria pedir pra conversar com você, porque até hoje tenho dúvidas sobre nós, até hoje eu queria poder entender o que se passa dentro de você, porque você fugiu de mim? Porque me enganou? Existe outra pessoa? Me diz, mente pra mim, fala qualquer coisa, mas me fala, eu não consigo viver com tantas dúvidas na minha cabeça, não consigo mais viver assim, carregando esse fardo que você jogou nas minhas costas. Fala comigo. Por favor. Pede pra me ver. Lembra de mim, coloca em prática tudo o que você me falou sobre querer estar comigo, não me deixa aqui largada com tantas dúvidas. Eu te imploro. E eu te observo afastar, te acompanho com o olhar e me sento novamente e me crucifico por não ter ido até você, ou por você não ter vindo até mim. Eu não queria admitir isso, posso estar louca, completamente, mas eu acho que estou perdidamente apaixonada por você e é uma droga ter você tão longe de mim... 

0 comentários:

Postar um comentário

Sobre mim:

Sobre mim:
Escrevo para afogar as mágoas ou tentar esquecê-las, ou para registrar-las e sofrer sempre que ler-las, deixo você escolher...
Tenho 19 anos e ainda não vivi nada, acho que sei de tudo, boba, ninguém nunca vai saber. Quer me conhecer? Basta ler um pouco de cada texto, boa sorte.

Seguidores:

Visualizações: